Lesão degenerativa do disco intervertebral

Estima-se que mais de 75% da população terá algum tipo de dor nas costas ou no pescoço ao longo da vida. A boa notícia é que a maioria das pessoas irão se recuperar sem a necessidade de cirurgia. A doença degenerativa do disco é apenas UMA das várias causas de dor nas costas e pescoço. Sendo esta, o resultado do processo natural do envelhecimento, em sua grande maioria. De uma maneira simplista a doença degenerativa do disco é um tipo de artrose da coluna.

 

O que é a doença degenerativa do disco?

A coluna é constituída por 33 vértebras que estão empilhadas uma em cima da outra. Entre cada uma dessas vértebras existe um disco de cartilagem chamado de disco intervertebral. Imaginem o disco como um “pneu”, com uma “gelatina” preenchendo o meio dele, no lugar da roda. O “pneu” é chamado de anel, e a “gelatina” é chamada de núcleo pulposo. Na juventude, com menos de 30 anos de idade, o disco é composto principalmente de “gelatina” (grande quantidade de núcleo pulposo). À medida que envelhecemos, e em alguns casos provenientes de lesões ou desgaste excessivo, começamos a perder essa “gelatina” e o volume do disco diminui, resultando em menos espaço entre as vértebras. O disco torna-se mais fino e menos flexível, deixando menos espaço entre cada conjunto de vértebras. Em alguns casos, formam-se em resposta a essa degeneração, os chamados osteófitos (conhecidos também como “bico de papagaio”) que em sua grande maioria NÃO estão relacionados com a sua dor, ao menos que esta formação óssea entre em contato com o tecido nervoso.

A degeneração de disco pode ocorrer ao longo da coluna ou pode ser limitada a apenas um disco. Quando é parte do processo natural de envelhecimento, a degeneração nem sempre leva à dor. Para algumas pessoas, no entanto, pode causar uma grande quantidade de dor e incapacidade.

Você será mais propenso a desenvolver degeneração de disco se:

  • For fumante;
  • Estiver acima do seu peso ideal;
  • Realizar trabalhos pesados;
  • For sedentário.

 

O que você sente?

A lesão degenerativa de disco na região do pescoço pode causar dor no braço, ombro ou no próprio pescoço. Já a lesão degenerativa de disco na região lombar pode causar dor nas costas, glúteos ou nas pernas.

A dor é agravada principalmente na posição sentada e na flexão de tronco. Pode ser pior na parte da manhã ao se levantar e depois de permanecer em qualquer posição por um longo tempo.

Em casos graves, quando a degeneração do disco resulta em compressão sobre os nervos, os sintomas necessariamente são dormência, formigamento e fraqueza nos braços ou pernas.

 

Como é a avaliação?

Seu fisioterapeuta irá realizar uma avaliação completa, que inclui uma revisão de seu histórico médico e irá usar estratégias de triagem para determinar a probabilidade de seus sintomas serem provenientes de uma degeneração de disco. Como exemplo, o fisioterapeuta pode:

  • Realizar perguntas especificas sobre a localização e o comportamento de sua dor, fraqueza e outros sintomas;
  • Pedir para você relatar exatamente as áreas específicas de dor, dormência e formigamento;
  • Realizar testes especiais provocativos para poder confirmar ou descartar outras patologias associadas (estes testes podem ser desconfortáveis);
  • Avaliar sua postura e observar como você anda e executa outras atividades como seu trabalho ou prática esportiva;
  • Usar a terapia manual para avaliar a mobilidade das articulações e músculos em sua coluna;
  • Testar a força dos grupos musculares importantes;

 

CUIDADO!

  • Dificuldade de urinar;
  • Perda de tônus dos esfíncteres (incontinência);
  • Anestesia em sela (dormência ou formigamento na região genital);
  • Distúrbios na marcha (dificuldade de andar).

Se você apresentar qualquer um destes sintomas acima, procure imediatamente um médico especialista em coluna para uma avaliação mais profunda. Os fisioterapeutas trabalham em estreita colaboração com médicos para ter certeza de que um diagnóstico preciso e um tratamento adequado.

Após a avaliação, se o seu fisioterapeuta constatar que não há grandes problemas médicos, o tratamento pode começar imediatamente.

 

Como a fisioterapia pode ajudar?

O objetivo geral do seu fisioterapeuta é ajudar você a manter suas atividades diárias e prática esportiva. Desenvolvendo um programa de tratamento com base nos resultados de sua avaliação e seus objetivos pessoais.

Para aliviar a dor e aumentar a amplitude de movimento, seu fisioterapeuta irá realizar:

Exercícios para melhorar a mobilidade das articulações e músculos da coluna vertebral e suas extremidades, melhoram o movimento da coluna e é muitas vezes a chave para o alívio da dor.

Exercícios de fortalecimento dos músculos do tronco fornecem suporte para as articulações da coluna vertebral. Exercícios para os ombros, braços, pelve e pernas ajudam tirar um pouco da carga transferida para coluna.

O exercício aeróbico, que tem se mostrado útil no alívio da dor, promovendo a manutenção do peso corporal diminuindo a sobrecarga articular e liberando substancias que ajudam a controlar a dor.

Tudo isso pode parecer exercícios de mais, mas não se preocupe, as pesquisas atuais mostram que quanto mais exercícios você puder fazer, mais rápido você vai se livrar da sua dor e de outros sintomas.

 

Seu fisioterapeuta também pode optar por usar uma combinação de tratamentos:

A terapia manual para melhorar a mobilidade das articulações e terapia miofacial para músculos tensos que podem estar contribuindo para os seus sintomas.

Orientações quanto à postura, mostrando como fazer pequenas mudanças na forma de se sentar, flexionar o tronco, levantar e até mesmo na forma de como você dorme, para ajudar a controlar sua dor e ajudá-lo a manter-se ativo.

Vale à pena dizer que, tratamentos passivos tais como gelo, eletroanalgesia ou tração não devem ser utilizados isoladamente, como um tratamento, por conterem evidencias controversas, elas deverão ser aplicadas como coadjuvantes à terapia com exercícios, não se engane.

Uma vez que sua dor se foi, será importante que você continue com seus novos hábitos de postura e movimentação para manter as costas saudáveis.

 

Pode esta lesão ser evitada?

A degeneração de disco geralmente é o resultado natural do envelhecimento. As pesquisas ainda não mostraram uma forma de evitá-la, mas você pode fazer escolhas que reduzem o impacto sobre a coluna e retardar sua progressão.

Seu fisioterapeuta pode ajudá-lo a desenvolver um programa de exercícios que levam em conta o seu problema de disco. Existem alguns exercícios que são melhores do que outros para pessoas com degeneração de disco, seu fisioterapeuta vai educá-lo sobre eles. Por exemplo:

  • Exercício na água, muitas vezes pode ser uma ótima maneira de se manter fisicamente ativo quando outras formas de exercício são dolorosas;
  • Exercícios que envolvem torção e flexão de tronco devem ser evitados em alguns indivíduos;
  • Na academia, embora muito importante, os exercícios em equipamentos ou peso livre precisam ser feitos de forma adequada para evitar sobrecarregar o disco.

 

Referências:

Macedo LG, Maher CG, Latimer J, McAuley JH.  Motor control exercise for persistent, nonspecific low back pain: a systematic review. Phys Ther. 2009;89:9–25. Free Article.

Beattie PF. Current understanding of lumbar intervertebral disc degeneration: a review with emphasis upon etiology, pathophysiology, and lumbar magnetic resonance imaging findings. J Orthop Sports Phys Ther. 2008;38:329–340. Article Summary on PubMed.

Chou R, Qaseem A, Snow V, Casey D,  Cross JT, Shekelle P. Clinical Guidelines: Diagnosis and Treatment of Low Back Pain: A Joint Clinical Practice Guideline from the American College of Physicians and the American Pain Society.Ann Intern Med.2007;147:478-491. Article Summary on PubMed.

Roh JS, Teng AL, Yoo JU, Davis J, Furey C, Bohlman HH. Degenerative disorders of the lumbar and cervical spine. Orthop Clin North Am.2005: 36:255-262. Article Summary on PubMed.

 

Traduzido e adaptado por Caio Sain Vallio

MoveForwardPT.com

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *